Paroquia

Nossa Senhora do Rosário da Pompéia de São Paulo do Brasil

Pompeia é uma cidade da comuna italiana de Campana, a 22 km de Nápoles. Foi construída antes de Cristo, na base do vulcão Vesúvio, e era local de veraneio dos romanos ricos.
O vulcão parecia estar extinto, mas no ano 79, houve uma grande erupção. Espessas camadas de cinza e lava sepultaram toda aquela região, levando consigo milhares de vitimas.
Pompeia tornou-se símbolo de morte e ruína, mas também de ressurreição e vida.
Contemplando todo esse abismo de morte, o advogado incrédulo chamado Bartolomeu Longo, um dia absorto na dúvida e no remorso, vagueava pelo Vale de Pompeia, sozinho, em busca da verdade e do sossego pessoal.

Recordou-se de ter ouvido falar, há muito tempo, dos efeitos tranquilizantes do Rosário. De repente, uma voz ressoou em seus ouvidos: “Se queres encontrar paz, reza e propaga o Rosário, porque é segura a salvação de quem espalha a devoção do Terço”. A reação do advogado ateu foi imediata e respondeu à voz celeste: “Se essa promessa é certa, estou salvo, porque não deixarei este vale sem ter propagado o Rosário”.
Dali em diante, mudou de vida. Agiu com paciência e energia, superando inúmeras contrariedade e insucessos. Convertido, ofertou um quadro de Nossa Senhora do Rosário, que havia adquirido em Nápoles, a  uma capela antiga daquela região. A devoção cresceu com rapidez e os milagres se multiplicaram; inúmeros peregrinos foram louvar a Deus no templo dedicado à Santíssima Virgem Maria de Pompeia. Ficou sendo o símbolo de ressurreição.
Tempos depois, surgiu o monumental santuário de Nossa Senhora do Rosário de Pompeia, no mesmo lugar onde antes se prestava culto a Vênus. É um dos mais famosos templos do mundo. Em seu interior, chama a atenção o trono de mármore e bronze. Nesse trono, resplandece a imagem de Nossa Senhora do Rosário. Ali, destaca-se também o quadro de Nossa Senhora do Rosário. Ali, destaca-se também o quadro de Nossa Senhora do Rosário, retocado pelo pintor italiano Frederico Maldarelli, contendo 15 medalhões que recordavam, então, os 15 mistérios da vida de Cristo Redentor (em 2002, o Papa João Paulo II acrescentou mais 5 mistérios da vida publica do Salvador, conhecidos como “luminosos”).
Esse templo tornou-se famoso em todo o mundo, reconhecido como Santuário dedicado à Santíssima Virgem do Rosário de Pompeia. A comemoração litúrgica celebra-se no dia 7 de outubro.
Hoje, há vários lugares que tomaram o nome de Pompeia, tanto comerciais, como geográficos. Na cidade de São Paulo, existe o bairro Pompeia; no Estado, também há um município de mesmo nome.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *